(NRs) NORMAS REGULAMENTADORAS ATUALIZADAS EM JULHO DE 2017

(NRs) NORMAS REGULAMENTADORAS ATUALIZADAS EM JULHO DE 2017

O MTPS (Ministério do Trabalho e Previdência Social), por meio das normas indicadas abaixo, altera as NRs (Normas Regulamentadoras) aprovadas pela Portaria MTE nº 3.214/1978 e inclui o Anexo II na NR-36 sobre Segurança e Saúde no Trabalho em Empresas...

Leia mais

COLEÇÕES NRFACIL: MÉTODOS COMPROVADOS PARA CONTROLE DE RUÍDOS

COLEÇÕES NRFACIL: MÉTODOS COMPROVADOS PARA CONTROLE DE RUÍDOS

Mesmo com avanços significativos para permitir que os equipamentos sejam projetados para produzirem níveis de ruído mais baixos, ainda há muitas atividades onde o ruído é uma parte inerente do trabalho e onde não é possível...

Leia mais

NRs 7 e 17: OS RISCOS DO COMPORTAMENTO SEDENTÁRIO NO TRABALHO

NRs 7 e 17: OS RISCOS DO COMPORTAMENTO SEDENTÁRIO NO TRABALHO

Este artigo serve como uma alerta sobre os riscos adicionais a que estão expostos todos os trabalhadores, além daqueles  comuns dos ambientes de trabalho. A obesidade ou o sedentarismo ainda não fazem parte dos “riscos” para a elaboração de um...

Leia mais

LEGALIZAÇÃO DA MACONHA NOS ESTADOS UNIDOS SOB UMA PERSPECTIVA POPULAR

LEGALIZAÇÃO DA MACONHA NOS ESTADOS UNIDOS  SOB UMA PERSPECTIVA POPULAR

Consultores de segurança, diretores de recursos humanos, profissionais do SESMT, se mantem confusos e em silencio quando o assunto sobre a legalização da maconha pode se tornar um erro de alto custo para você e sua empresa. Neste post, que...

Leia mais

TOP 10 NRFACIL 2016

TOP 10 NRFACIL 2016

  Como de costume, o NRFACIL preparou uma lista com os artigos de maior repercussão em 2016. Agradecemos a todos os nossos usuários que contribuiram para um total de mais de 1 milhão de acessos! Ajude-nos a evitar propagandas no site e manter a qualidade...

Leia mais

NR-17 (ERGONOMIA) O QUE É “SAFE DESIGN" EM SST

NR-17 (ERGONOMIA) O QUE É “SAFE DESIGN" EM SST

O conceito de “safe design” (ou desenho para a segurança)  aparece como uma abordagem holística para a segurança do trabalho, que pretende ser a mais sistêmica possível, levando em consideração todas as variáveis envolvidas, incluindo a segurança não só dos...

Leia mais

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE USO DE ANALGÉSICOS E RISCOS NO TRABALHO

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE USO DE ANALGÉSICOS E RISCOS NO TRABALHO

Abuso de drogas no trabalho do tipo analgésicos disparou. O número de Empresas que está oferecendo treinamento sobre uso de drogas prescritas por médicos para trabalhadores, tem aumentado dramaticamente nos Estados Unidos. Este Post é uma tradução de artigo publicado...

Leia mais

COMO O STRESS DO CALOR AFETA O DESEMPENHO NO TRABALHO; E QUANDO O EPI PIORA A SITUAÇÃO

COMO O STRESS DO CALOR AFETA O DESEMPENHO NO TRABALHO; E QUANDO O EPI PIORA A SITUAÇÃO

Quanto a temperatura do ar circulante atingir 32⁰.C ou mais, a transferência de calor (radiação, convecção e a condução) acaba paralisando a capacidade de trabalho. Sobra só a evaporação para resfriar o corpo. Nos casos de trabalho com materiais perigosos,...

Leia mais

RISCO DE INCENDIOS: A HORA DA QUEIMADURA E O EPI

RISCO DE INCENDIOS: A HORA DA QUEIMADURA E O EPI

Mesmo se uma vítima consegue escapar de um incêndio,  o seu vestuário aquecido continua produzir calor residual em sua pele, induzindo maiores danos. A seleção de um equipamento de proteção em termos de vestuário deve ser uma peça central de qualquer programa de...

Leia mais

(NR-36) AMÔNIA: PORQUE É USADA NOS FRIGORÍFICOS

(NR-36) AMÔNIA: PORQUE É USADA NOS FRIGORÍFICOS

  Circulou uma notícia na Internet a algumas semanas atrás, dizendo que o Ministério Público do Trabalho havia multado um determinado frigorífico e o motivo teria sido vazamento de amônia, o que ocasionou intoxicação em algumas dezenas de trabalhadores, inclusive mulheres...

Leia mais

CARACTERISTICAS DE AGENTES QUE EFETIVAMENTE MUDAM UMA CULTURA DE SEGURANÇA

CARACTERISTICAS DE AGENTES QUE EFETIVAMENTE  MUDAM UMA CULTURA DE SEGURANÇA

Este post é uma tradução de artigo publicado na OHS on line em que o autor estabelece algumas diretrizes para configurar uma equipe de excelência em segurança - uma equipe XT (nome sugerido por esta tradução). Essa equipe diferencia-se da...

Leia mais

(NR-6): A EPIZAÇÃO DA SEGURANÇA DO TRABALHO

(NR-6): A EPIZAÇÃO DA SEGURANÇA DO TRABALHO

  Este artigo retrata uma triste realidade que vem acontecendo em nosso país: o fenômeno da EPIzação da Segurança do Trabalho ou, como chamam alguns, a Cultura do EPI.   No ano passado, durante um evento, tive o privilégio de conhecer um Engenheiro professor...

Leia mais

NOVAS PERSPECTIVAS EM INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES

NOVAS PERSPECTIVAS EM INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES

  O autor procura correlacionar os comportamentos que levam a acidentes comuns, domésticos ou no trânsito, aos observados nos acidentes de trabalho. Ele recomenda que os próprios acidentados deveriam investigar os acidentes e pensar sobre o estado mental anterior...

Leia mais

(NR-6) EXPOSIÇÃO INDUSTRIAL A AGENTES QUÍMICOS CAUSA PERDA AUDITIVA?

(NR-6) EXPOSIÇÃO INDUSTRIAL A AGENTES QUÍMICOS CAUSA PERDA AUDITIVA?

  É importante lembrar que qualquer produto químico que seja prejudicial à audição provavelmente é tambem para os rins devido a que o ouvido e os rins são gerados de uma mesma lâmina embrionária durante a gestação. A curta resposta...

Leia mais

(NR-4): PORQUE O SESMT NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO PRECISA UTILIZAR INDICADORES DE TENDENCIAS

(NR-4): PORQUE O SESMT NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO PRECISA UTILIZAR  INDICADORES DE TENDENCIAS

A melhora e evolução contínuas de indicadores de tendencia irão ajudar as organizações a melhorar os registros em segurança e assim reduzir riscos. Existem dois tipos de indicadores: o de tendencia ou direcionadores (leading) e os de resultado (lagging). O...

Leia mais

INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE NA PRÁTICA

INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE NA PRÁTICA

O objetivo deste artigo, em parceira com os Professores de Direito do Trabalho Agostinho Zechin e Rafael Tonassi, Ã© analisar na prática como funciona a questão da Insalubridade e Periculosidade, direitos garantidos dos trabalhadores. O adicional de Insalubridade é devido ao trabalhador...

Leia mais

NR-9 (PPRA) ACREDITE NO IMPOSSIVEL

NR-9 (PPRA) ACREDITE NO IMPOSSIVEL

Apollo 13 foi a sétima missão tripulada do Projeto Apollo e a terceira com intenção de pousar na Lua, mas não cumpriu a missão devido a um acidente durante a viagem de ida, causado por uma explosão em um dos módulos do foguete. A nave e...

Leia mais

NR-7 (PCMSO): TESTES DE DETECÇÃO DE DROGAS PARA PROMOÇÃO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

NR-7 (PCMSO): TESTES DE DETECÇÃO DE DROGAS PARA  PROMOÇÃO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

Este artigo explora as muitas vantagens de testes de drogas que podem ser utilizados no trabalho e ilustra como a eficácia de um programa de testes está sendo impactado pela rápida evolução de tendências na indústria e na legislação. É importante...

Leia mais

7 PASSOS PARA UMA CIPA DE SUCESSO

7 PASSOS PARA UMA CIPA DE SUCESSO

Ter uma CIPA eficiente dá trabalho, é uma conquista diária! Nesse podcast o colega TST Tiago Minozzo nos conta como fez para mudar a cultura da empresa no que se refere á CIPA. Vamos ver os 7 passos para uma CIPA de...

Leia mais

(NRs) NORMAS REGULAMENTADORAS ATUALIZADAS EM 2016

(NRs) NORMAS REGULAMENTADORAS ATUALIZADAS EM 2016

O MTPS (Ministério do Trabalho e Previdência Social), por meio das normas indicadas abaixo, altera as NRs (Normas Regulamentadoras) aprovadas pela Portaria MTE nº 3.214/1978 e inclui o Anexo II na NR-36 sobre Segurança e Saúde no Trabalho em Empresas...

Leia mais

AS 4 MELHORES PRÁTICAS PARA IMPLEMENTAÇÕES GLOBAIS EM SST

AS 4 MELHORES PRÁTICAS PARA IMPLEMENTAÇÕES GLOBAIS EM SST

O objetivo de qualquer programa em SST é mudar o comportamento do trabalhador. Mas é preciso tempo para que todos possam se adaptar a uma nova mentalidade.           Tudo é maior quando sua organização opera em uma escala global ou multiterritorial. Sua mão...

Leia mais

PRIORIDADE 1 EM CASO DE UM ACIDENTE: TODO MUNDO TEM QUE SE ENVOLVER

PRIORIDADE 1 EM CASO DE UM ACIDENTE: TODO MUNDO TEM QUE SE ENVOLVER

Quando existe uma cultura de segurança, basta esperar que rapidamente se formará uma lista de trabalhadores querendo fazer parte da equipe de emergencia.    Existe uma campanha em alguns Serviços de Bombeiros em que quando ocorrer um desastre, o lema é "todo...

Leia mais

ANÁLISES DO ACIDENTE NA CSN

ANÁLISES DO ACIDENTE NA CSN

Hoje a equipe NRFACIL trás um artigo sobre a análise do incidente ocorrido a poucos dias na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). Vamos ver também um Datashow sobre GESTÃO DE RISCOS PARA PREVENÇÃO DE INCÊNDIO E EXPLOSÃO.        Hoje a equipe NRFACIL traz um artigo sobre a análise...

Leia mais

UTILIZANDO TECNOLOGIA DE MANUSEIO DE MATERIAL E ELEVAÇÃO DE CARGAS

UTILIZANDO TECNOLOGIA DE MANUSEIO DE MATERIAL E ELEVAÇÃO DE CARGAS

Utilização industrial de exoesqueletos está apenas começando a ser explorada Utilizing Technology in Manual Material Handling and Safe Lifting   Há 2 semanas, o NRFACIL trouxe na série PVE um Datashow sobre o uso de Dispositivos Mecânicos no trabalho com movimentação...

Leia mais

ACIDENTES EM MONTAGENS DE TORRES PARA CELULARES

ACIDENTES EM MONTAGENS DE TORRES PARA CELULARES

  Mais trabalho significa mais risco? Veja o que os profissionais do SEMST devem saber para a proteção dos trabalhadores. Algumas recomendações são úteis para outras atividades em que haja necessidade de uma ação efetiva do SESMT   A crescente demanda por velocidade...

Leia mais

ATUALIZAÇÕES DE NRS EM 2015 (NRFACIL)

ATUALIZAÇÕES DE NRS EM 2015 (NRFACIL)

O processo de fusão dos Ministérios do Trabalho e da Previdência pode estar correndo sob problemas. Durante alguns meses, por exemplo, o site do Ministério do Trabalho  esteve fora do ar, prejudicando a consulta e download das NRs o que...

Leia mais

IMPACTO DO USO DA MACONHA NA SEGURANÇA E PRODUTIVIDADE NO TRABALHO

IMPACTO DO USO DA MACONHA NA SEGURANÇA  E PRODUTIVIDADE NO TRABALHO

Apesar dos riscos de segurança e de produtividade associados com o uso da maconha, a droga é cada vez mais vista como socialmente aceitável e seus perigos podem estar sendo minimizados. Nota da Tradução: o artigo publicado no site OHS...

Leia mais

PROTEJA SUAS MÃOS

PROTEJA SUAS MÃOS

A manutenção preventiva e cuidados das mãos dos seus trabalhadores pode soar como senso comum, mas as estatísticas não mentem: muitos não estão fazendo o suficiente. Este post é uma tradução de artigo publicado no OHS online sobre o assunto.   As mãos...

Leia mais

TOP 10 NRFACIL 2015

TOP 10 NRFACIL 2015

Conheça os artigos mais acessados do site NRFACIL em 2015:   TAGS: (NRs 4, 9, 12, 16 e 20) CONFLITOS ENTRE TECNOLOGIAS MECÂNICAS E DIGITAIS EM SEGURANÇA DO TRABALHO TERCEIRIZAÇÃO E SST: AGORA FAZER O QUE? SIGNIFICADO DE CONTROLE DE RISCOS EM SST PARA OS...

Leia mais

ENTENDENDO OS PERIGOS DO CHOQUE ELÉTRICO

ENTENDENDO OS PERIGOS  DO CHOQUE ELÉTRICO

A eletricidade é uma das causas mais comuns de incêndio e queimaduras nos ambientes domésticos e de trabalho. Este post é uma tradução de artigo publicado no site OHS on line de autoria de um especialista e baseado em Manual abordando...

Leia mais

ROTEIRO PARA UMA INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTE DE TRABALHO

ROTEIRO PARA UMA INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTE DE TRABALHO

O texto abaixo publicado neste Blog tornou-se um dos mais acessados pelos nossos leitores. Trata-se de uma tradução de artigo que saiu no Canadian Centre for Occupational Health & Safety. Neste Post publicamos as 2 partes completas e assim e os leitores devem...

Leia mais

(NR-33) DANDO UMA GERAL SOBRE ESPAÇO CONFINADO

(NR-33) DANDO UMA GERAL  SOBRE  ESPAÇO CONFINADO

Este post revê alguns princípios básicos sobre espaços confinados. Trata-se de uma tradução de OHS on line pelo NRFACIL, onde são revisados os principais fundamentos sobre o assunto, principalmente sobre Permissão de Entrada e Trabalho, e que aproveitamos para contextualizar...

Leia mais

PROTEJA A SUA PELE

PROTEJA A SUA PELE

Vários órgãos e sentidos são sempre considerados para a proteção nos ambientes de trabalho (olhos, ouvidos, cabeça, etc) mas raramente consideramos a proteção da pele. Este post é uma tradução de site canadense onde se definem as principais características da...

Leia mais

COISAS QUE METEM MEDO NO TREINAMENTO EM SEGURANÇA

COISAS QUE METEM MEDO NO TREINAMENTO EM SEGURANÇA

Treinamento em segurança pode causar um impacto significativo na moral dos trabalhadores quando os instrutores se dão conta de como é a percepção dos trabalhadores em relação ao assunto. Este Post é uma tradução do site OHS...

Leia mais

NR-18: ANÁLISE COMPLETA E SUPER CHECK LIST

NR-18: ANÁLISE COMPLETA E SUPER CHECK LIST

A garantia das condições mais adequadas à execução dos trabalhos, produtos e serviços de engenharia é o objeto maior do estudo da Engenharia de Segurança. Há diversas normas reguladoras, com força de lei e fiscalização por parte do Ministério do Trabalho,...

Leia mais

(NR-6) DICAS DE PROTEÇÃO VISUAL PARA TRABALHADORES NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DURANTE O VERÃO

(NR-6) DICAS DE PROTEÇÃO VISUAL PARA TRABALHADORES NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DURANTE O VERÃO

Enquanto os riscos para os olhos ocorrem em praticamente qualquer indústria, a construção civil está em segundo lugar no ranking dos ambientes de trabalho com o maior risco de lesões oculares. Durante o verão intensifica-se o trabalho em ambientes abertos e...

Leia mais

CUSTOS DE IMPLANTAÇÃO DE UMA NR (36-FRIGORÍFICOS)

CUSTOS DE IMPLANTAÇÃO DE UMA NR (36-FRIGORÍFICOS)

Problemas relacionados a custos não são temas comuns em segurança e saúde no trabalho. No máximo, fala-se em custos quando da contratação do PCMSO e PPRA.  E mesmo assim, após os Relatórios desses Programas muitas vezes o que se vê...

Leia mais

(NRs 10, 12, 18, 31 e 33) ATMOSFERAS EXPLOSIVAS

(NRs 10, 12, 18,  31 e 33) ATMOSFERAS EXPLOSIVAS

Atmosferas explosivas constituem uma das situações mais críticas para os profissionais do SESMT visto que um incidente pode ocorrer em ambientes industriais diferentes e com um alto potencial para causar danos irreversíveis, aos trabalhadores, comunidades e ao meio ambiente. Como...

Leia mais

(NR-15) RISCOS DE VIBRAÇÃO NOS AMBIENTES DE TRABALHO: O BÁSICO DE UMA AVALIAÇÃO DE RISCO

(NR-15) RISCOS DE VIBRAÇÃO NOS AMBIENTES DE TRABALHO:  O BÁSICO DE UMA AVALIAÇÃO DE RISCO

Neste post vamos examinar como a vibração nos locais de trabalho pode ser identificada e mesmo avaliada de forma básica e simples para quem quer se familiarizar com o problema. Trata-se de uma tradução e contextualização de artigo publicado no...

Leia mais

EXCELENCIA EM ESTRATÉGIA DE SEGURANÇA: OS 4 PONTOS DE FACILITAÇÃO

EXCELENCIA EM ESTRATÉGIA DE SEGURANÇA: OS 4 PONTOS DE FACILITAÇÃO

A estratégia para uma Gestão de Riscos conforme proposto pela OHSAS (Sistemas Internacionais de Gerenciamento em SST) está resumida em um ciclo contínuo no qual articulam-se várias fases, desde ações concretas, como o planejamento, implementação e avaliação, até o último...

Leia mais

SIGNIFICADO DE CONTROLE DE RISCOS EM SST PARA OS TRABALHADORES E PARA OS DONOS DA EMPRESA

SIGNIFICADO DE CONTROLE DE RISCOS EM SST PARA OS TRABALHADORES E PARA OS DONOS DA EMPRESA

  QUAL O SIGNIFICADO DE CONTROLE DE RISCOS EM SST PARA OS TRABALHADORES E PARA OS DONOS DA EMPRESA? A compreensão sobre o que significa risco em SST, entre trabalhadores e os donos da empresa sem dúvida que influencia o controle de...

Leia mais

OS PROBLEMAS CONTINUAM OS MESMOS? O FUTURO DO TREINAMENTO EM SST

OS PROBLEMAS CONTINUAM OS MESMOS? O FUTURO DO TREINAMENTO EM SST

Saber que é humano, ridículo, limitado. Que só usa 10% de sua cabeça animal (Raul Seixas) De todas as medidas de segurança, treinamento e conscientização continuados são os mais difíceis de manter justamente porque dependem primariamente da habilidade dos trabalhadores entenderem...

Leia mais

AVALIAÇÃO DE RISCOS: O VALOR DO TRABALHADOR COMO UM BEM

AVALIAÇÃO DE RISCOS: O VALOR DO TRABALHADOR COMO UM BEM

Este Post é uma tradução de artigo publicado na Revista OHS resumindo as costumeiras reflexões em relação a essas datas. O autor aborda de que forma podemos avaliar o valor real de trabalhadores na empresa considerados como um bem, a...

Leia mais

(NR-35) COMPARANDO EQUIPAMENTOS PARA O TRABALHO EM ALTURA

(NR-35) COMPARANDO EQUIPAMENTOS PARA O TRABALHO EM ALTURA

Este post é uma tradução de artigo publicado na OHS on line em que o autor analisa e compara equipamentos para o trabalho em altura identificando as principais disfuncionalidades e riscos no uso de escadas e andaimes. Para o autor,...

Leia mais

ATO INSEGURO OU CONDIÇÕES INSEGURAS?

ATO INSEGURO OU CONDIÇÕES INSEGURAS?

  Uma pesquisa sobre o impacto do cansaço dos pilotos naaviação civilbrasileira mostrou que, a cada 146 horas de voo, um piloto comete um erro. Comandado pelo comandante Paulo Licati, da Associação Brasileira de Pilotos da Aviação Civil, o estudo analisou 155 326...

Leia mais

A TERCEIRIZAÇÃO E A CONVENÇÃO Nº161 DA OIT

A TERCEIRIZAÇÃO E A CONVENÇÃO Nº161 DA OIT

Em outras palavras, como se vê em entrevista na Folha do José Paulo Kupfer, “é muito difícil, para não dizer impossível, hoje em dia, separar o que é atividade-fim ou atividade-meio nas atuais cadeias de valor. A rigor, não se...

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO E SST: AGORA FAZER O QUE?

TERCEIRIZAÇÃO E SST: AGORA FAZER O QUE?

Afirma-se que "A terceirização nasceu da lógica de ser feita por quem é especialista, ou seja, se eu tenho uma empresa e não tenho funcionários capacitados para determinado serviço, eu posso terceirizar". Ã‰ definida, ainda como uma "prática que permite a empresa abrir...

Leia mais

NR-7 (PCMSO) A SÍNDROME DE BURNOUT EM ACIDENTES AÉREOS

NR-7 (PCMSO) A SÍNDROME DE BURNOUT EM ACIDENTES AÉREOS

No primeiro dia do acidente com o avião jogado ao solo pelo próprio co-piloto, foi divulgado que o problema teria sido causado pela Síndrome de Burn Out, considerada uma doença ocupacional (esgotamento físico e mental no trabalho). Abaixo, uma descrição...

Leia mais

ERROS ESTÚPIDOS EM SEGURANÇA DO TRABALHO

ERROS ESTÚPIDOS EM SEGURANÇA DO TRABALHO

Erros estúpidos são cometidos quando nossa percepção do risco é mais baixa do que deveria ser. Este conteúdo é uma tradução de artigo publicado no site OHS on line agora em janeiro de 2015, de autoria de uma especialista bastante...

Leia mais

GRUPOS NO WHATS APP EM SEGURANÇA DO TRABALHO

GRUPOS NO WHATS APP EM SEGURANÇA DO TRABALHO

14 de março de 2016 - Desde o ano passado, o NRFACIL oferece a nossos usuários um serviço que cada vez mais vem dando certo. Já são diversos grupos no Whats App em Segurança do trabalho, de Técnicos, Engenheiros e profissionais...

Leia mais

AS NRS E O DIREITO DE RECUSA EM SEGURANÇA DO TRABALHO: TRABALHADORES DA PETROBRAS SE NEGAM A EMBARCAR EM PLATAFORMAS

AS NRS E O DIREITO DE RECUSA EM SEGURANÇA DO TRABALHO: TRABALHADORES DA PETROBRAS SE NEGAM A EMBARCAR EM PLATAFORMAS

Trabalhadores da Petrobras, terceirizados e próprios, decidiram nesta sexta-feira, 20 de fevereiro, em assembleia, não embarcar em plataformas instaladas no litoral do Espírito Santo, onde, no último dia 11, uma explosão no navio-plataforma Cidade de São Mateus deixou seis mortos...

Leia mais

PLATAFORMAS DE ÓLEO E GÁS: UM DIRETÓRIO COMPLETO DE RISCOS EM SST

PLATAFORMAS DE ÓLEO E GÁS: UM DIRETÓRIO COMPLETO DE RISCOS EM SST

A explosão na casa de bombas do navio-plataforma afretado pela Petrobrás no início de Fev 2015, deixou cinco pessoas mortas (quatro brasileiros e um indiano) e 26 feridos, sete deles ainda internados em hospitais da Grande Vitória (ES). As atividades em...

Leia mais

(NRs 4, 9, 12, 16 e 20) CONFLITOS ENTRE TECNOLOGIAS MECÂNICAS E DIGITAIS EM SEGURANÇA DO TRABALHO

(NRs 4, 9, 12, 16 e 20) CONFLITOS ENTRE TECNOLOGIAS MECÂNICAS E DIGITAIS EM SEGURANÇA DO TRABALHO

A substituição de tecnologias mecânicas pelas digitais em sistemas de alarmes na indústria petroquímica  (NRs 16 e 20) pode se tornar um risco à segurança sob certas circunstancias. Neste artigo, traduzido de OHS on line para o NRFACIL, um engenheiro de...

Leia mais

8 DIRETRIZES PARA UMA CULTURA INTELIGENTE DE SEGURANÇA NO TRABALHO

8 DIRETRIZES PARA UMA CULTURA INTELIGENTE DE SEGURANÇA NO TRABALHO

Uma pesquisa identificou 8 diretrizes culturais de influência na segurança do trabalho que resulta em um maior retorno do investimento da empresa destinado a essa área. Se você pretende planejar segurança no trabalho para 2015 seria bom dar uma olhada...

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO: AGENDA 2015

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO: AGENDA 2015

O que esperar para SST em 2015?Poderá haver significativo aumento de riscos de doenças e acidentes. Estaríamos entrando em uma fase de “desestruturação produtiva”? Neste post vamos analisar porque os riscos podem aumentar e como os profissionais do SESMT poderão lidar...

Leia mais

TOP 10 NRFACIL 2014

TOP 10 NRFACIL 2014

Veja quais foram os 10 artigos mais acessados e curtidos no Facebook do site em 2014!   TAGS: O REMISSIVO DAS NRS EM TABLETS E CELULARES, PVE - PONTOS DE VERIFICAÇÃO ERGONÔMICA E AS NRS, OS CARD - ORDEM DE SERVIÇO EM SEGURANÇA...

Leia mais

NR 10 e 16 (ELETRICIDADE E PERICULOSIDADE): A VERDADE CHOCANTE

NR 10 e 16 (ELETRICIDADE E PERICULOSIDADE): A VERDADE CHOCANTE

Desde a iluminação dos ambientes de trabalho até a energização de maquinário industrial pesado, nós dependemos de eletricidade no dia a dia de qualquer trabalho. Entretanto, tão necessário como a eletricidade é para a vida moderna, ela também apresenta um...

Leia mais

TRABALHAR A NOITE: REVISÃO COM 2 MILHÕES DE PESSOAS

TRABALHAR A NOITE: REVISÃO COM 2 MILHÕES DE PESSOAS

Um dos aspectos a serem consideradas neste final de ano pela maioria dos SESMT é a influência do trabalho noturno na saúde do trabalhador. Ã‰ tambem importante para o planejamento de ações visando 2015. Trabalhar à noite, ter horários de trabalho irregulares...

Leia mais

(NRs 11 e 26) AUDITORIA DE PISOS E CORREDORES

(NRs 11 e 26) AUDITORIA DE PISOS E CORREDORES

Com a publicação dos PVE (Pontos de Verificação Ergonômica) da Série 1 (Manipulação e Armazenagem de Materiais) destacamos uma publicação da OHS on line sobre um novo tópico de segurança que vem crescendo de importância em diversas empresas: são os...

Leia mais

PLANOS DE CONTINGENCIA E AS NRs

PLANOS DE CONTINGENCIA E AS NRs

Define-se contingência como a possibilidade de um fato acontecer ou não. É uma situação de risco existente, mas que envolve um grau de incerteza quanto à sua efetiva ocorrência. Sucintamente, as condições necessárias para a existência de uma contingência são:...

Leia mais

O REMISSIVO DAS NRS EM TABLETS E CELULARES

O REMISSIVO DAS NRS EM TABLETS E CELULARES

Na Era da Informação, com a Internet, os desktops, laptops e mais recentemente os dispositivos móveis como tablets e celulares tornaram-se ferramentas indispensáveis para comunicação e sintonia com qualquer assunto ou campo do conhecimento humano. Todo o acervo de informação...

Leia mais

CONGRESSO MUNDIAL: INDICE DE MASSA CORPORAL E SST

CONGRESSO MUNDIAL: INDICE DE MASSA CORPORAL E SST

O Estudo examinou a influência do sobrepeso e obesidade associada às ocorrências de faltas ao trabalho por problemas de saúde, o tempo de afastamento e à qualidade de vida de 633 trabalhadores colombianos. Foram selecionados trabalhadores aparentemente saudáveis utilizando-se o...

Leia mais

(NRs 04, 17 e 15) OS RISCOS DOS TURNOS ALTERNANTES

(NRs 04, 17 e 15) OS RISCOS DOS TURNOS ALTERNANTES

 Segundo estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente cerca de 20% das populações dos países desenvolvidos trabalham no período da noite. Nos Estados Unidos, cerca de 25% dos trabalhadores trabalham em turnos alternantes. Esses profissionais perdem cinco anos de...

Leia mais

CELULAR, EMAILS E STRESS NO TRABALHO

CELULAR, EMAILS E STRESS NO TRABALHO

Um estudo conduzido no segundo trimestre de 2012 pelo Pew Research Center constatou que embora os celulares inteligentes (smartphones) sejam vistos como forma de manter a produtividade, estar acessível o tempo todo tem seu lado negativo. Uma pesquisa de alcance...

Leia mais

O CONTROLE DE RISCOS PARA ACIDENTES NA COLUNA

O CONTROLE DE RISCOS PARA ACIDENTES NA COLUNA

Evidências indicam que não há técnica segura de elevação manual de cargas e nem que qualquer treinamento possa minimizar os riscos. Os acidentes na coluna estão no debate. Veja essa revisão sobre riscos para a coluna nos ambientes de trabalho: O CONTROLE...

Leia mais

ANALISANDO O FATOR HUMANO EM UMA AUDITORIA DE ACIDENTE AÉREO

ANALISANDO O FATOR HUMANO EM UMA AUDITORIA DE ACIDENTE AÉREO

Recente Relatório de 5 especialistas sobre o acidente aéreo na rota Rio-Paris suscita algumas considerações visto que ele se constituiu um tipo especial de acidente de trabalho. Houve um primeiro Relatório, com um foco no sistema; e agora, um novo...

Leia mais

(NR-8 EDIFICAÇÕES) 22 FORMAS PARA PREVENÇÃO DE QUEDAS

(NR-8 EDIFICAÇÕES) 22 FORMAS PARA PREVENÇÃO DE QUEDAS

A NR-8 dá ênfase às situações de risco nos ambientes de trabalho resultantes dos aspectos relacionados às edificações. Acima,  um infográfico com a pasta aberta da NR-8 do site NRFACILonde aparece o conteúdo esta NR. Pode-se escolher visualizar todo o texto,...

Leia mais

(NRs 03, 10 e 30) RISCOS, ACIDENTES E INTERDIÇÃO EM PLATAFORMAS: O CASO DA PETROBRÁS

(NRs 03, 10 e 30) RISCOS, ACIDENTES E INTERDIÇÃO EM PLATAFORMAS: O CASO DA PETROBRÁS

O trabalho em plataformas representa um paradigma do tipo de  trabalho em atividades industriais que vai se tornando cada vez mais comum neste início de Século, envolvendo variáveis particulares: complexidade (máquinas sob sistemas informatizados), continuidade (turno de 24 horas), coletividade...

Leia mais


Categorias: