COLEÇÕES NRFACIL: MÉTODOS COMPROVADOS PARA CONTROLE DE RUÍDOS

COLEÇÕES NRFACIL: MÉTODOS COMPROVADOS PARA CONTROLE DE RUÍDOS

  Mesmo com avanços significativos para permitir que os equipamentos sejam projetados  para produzirem níveis de ruído mais baixos, ainda há muitas atividades onde o ruído é uma parte inerente do trabalho e onde não é possível removê-lo completamente sem...

Leia mais

NR-15: A BANALIZAÇÃO DA INSALUBRIDADE?

NR-15: A BANALIZAÇÃO DA INSALUBRIDADE?

De vez em quando aparecem na imprensa e na Internet notícias sobre categorias de trabalhadores apelando para a inclusão no seu salário do adicional de insalubridade: são garis, garçons, serventes, faxineiras, padeiros, cozinheiras, merendeiras, operadores de telemarketing, ou seja, o...

Leia mais

(NR-15) RISCOS DE VIBRAÇÃO NOS AMBIENTES DE TRABALHO: O BÁSICO DE UMA AVALIAÇÃO DE RISCO

(NR-15) RISCOS DE VIBRAÇÃO NOS AMBIENTES DE TRABALHO:  O BÁSICO DE UMA AVALIAÇÃO DE RISCO

Neste post vamos examinar como a vibração nos locais de trabalho pode ser identificada e mesmo avaliada de forma básica e simples para quem quer se familiarizar com o problema. Trata-se de uma tradução e contextualização de artigo publicado no...

Leia mais

TOP 10 NRFACIL 2014

TOP 10 NRFACIL 2014

Veja quais foram os 10 artigos mais acessados e curtidos no Facebook do site em 2014!   TAGS: O REMISSIVO DAS NRS EM TABLETS E CELULARES, PVE - PONTOS DE VERIFICAÇÃO ERGONÔMICA E AS NRS, OS CARD - ORDEM DE SERVIÇO EM SEGURANÇA...

Leia mais

(NRs 04, 17 e 15) OS RISCOS DOS TURNOS ALTERNANTES

(NRs 04, 17 e 15) OS RISCOS DOS TURNOS ALTERNANTES

 Segundo estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente cerca de 20% das populações dos países desenvolvidos trabalham no período da noite. Nos Estados Unidos, cerca de 25% dos trabalhadores trabalham em turnos alternantes. Esses profissionais perdem cinco anos de...

Leia mais

(NRs 6, 7 e 15) ATUALIZAÇÃO SOBRE O RUÍDO NO TRABALHO

(NRs 6, 7 e 15) ATUALIZAÇÃO SOBRE O RUÍDO NO TRABALHO

A questão do ruído no trabalho tem sido estudado com mais frequência desde quando em 1978 estudos sobre o risco em ambientes industriais apontavam uma incidência acima de 60% de trabalhadores  acometidos de perdas. Em 1990 a disacusia sensorio-neural por...

Leia mais

NRs 7 (PCMSO) e 15 (INSALUBRIDADE) APRESENTAÇÃO SOBRE TOXICOLOGIA OCUPACIONAL

NRs 7 (PCMSO) e 15 (INSALUBRIDADE) APRESENTAÇÃO SOBRE TOXICOLOGIA OCUPACIONAL

Com a publicação de uma proposta de texto para a nova NR-15 (INSALUBRIDADE), publicamos uma apresentação com slides de uma aula sobre toxicologia ocupacional, assunto ligado também à NR-7 (PCMSO) e à NR-9 (PPRA). Neste post, apresentamos uma parte dos...

Leia mais

NR-15 – A BANALIZAÇÃO DA INSALUBRIDADE?

NR-15 – A BANALIZAÇÃO DA INSALUBRIDADE?

De vez em quando aparecem na imprensa e na Internet notícias sobre categorias de trabalhadores apelando para a inclusão no seu salário do adicional de insalubridade: são garis, garçons, serventes, faxineiras, padeiros, cozinheiras, merendeiras, operadores de telemarketing, ou seja, o...

Leia mais

NR-15 (INSALUBRIDADE) AUMENTA O RISCO DE CÂNCER OCUPACIONAL

NR-15 (INSALUBRIDADE) AUMENTA O RISCO DE CÂNCER OCUPACIONAL

Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer) são 19 os tipos de câncer que podem ser ligados ao trabalho. Entre os principais estão os de pulmão, pele, laringe, bexiga e as leucemias. Os profissionais em risco vão desde cabeleireiros até...

Leia mais

NRs 6, 9 e 15: EFEITOS DO STRESS TÉRMICO EM TRABALHADORES

NRs 6, 9 e 15: EFEITOS DO STRESS TÉRMICO EM TRABALHADORES

O artigo abaixo é mais uma tradução do NRFACIL (obtida do site Segurança+Saúde – Safety+Health). O texto responde a uma importante questão sobre o conforto térmico no trabalho, condição essencial para a saúde, segurança e produtividade dos trabalhadores. O assunto...

Leia mais

(NR-15) RISCOS QUIMICOS EM SST: O QUE É PERIGOSO?

(NR-15) RISCOS QUIMICOS EM SST: O QUE É PERIGOSO?

Define-se lixo perigoso qualquer residuo contendo substancias sabidamente toxicas, mutagênicas, carcinogênicas (que gera cancer) ou teratogênicas (que pode causar deformidades) para humanos ou qualquer forma de vida; essa substancia pode ser inflamavel, corrosiva, explosiva ou altamente reativa seja de forma...

Leia mais

(NRs 15 e 16): O QUE É PERIGOSO? - Final

(NRs 15 e 16): O QUE É PERIGOSO? - Final

Neste artigo são abordadas as diversas categorias de risco. Essas categorias certamente lembrarão aos profissionais do SESMT os diversos tipos de riscos e situações a que estão expostos geralmente os trabalhadores, principalmente em atividades industriais. Ter em mente a classificação...

Leia mais

ACIDENTE DE TRABALHO, POLÍCIA E PERÍCIA-2

ACIDENTE DE TRABALHO, POLÍCIA E PERÍCIA-2

No post anterior comentamos sobre a progressiva repercussão social de acidentes de trabalho, a ponto de demandar ideias como a implantação de uma Polícia especializada em acidentes de trabalho. Referimos os leitores para os comentários no site NRFACIL de dois especialistas que...

Leia mais

ACIDENTE DE TRABALHO, POLICIA E PERÍCIA

ACIDENTE DE TRABALHO, POLICIA E PERÍCIA

Podemos analisar o curso histórico sobre o interesse e responsabilidades de acidentes de trabalho no Brasil através do relacionamento da legislação com a Convenção 81 da OIT, a qual estabelece os mecanismos para uma fiscalização estatal dos ambientes de trabalho. Por...

Leia mais

(NRs 4, 7, 15 e 31) AGENTES QUÍMICOS E ALZHEIMER

(NRs 4, 7, 15 e 31) AGENTES QUÍMICOS E ALZHEIMER

Um novo estudo publicado nos EUA mostrou que pessoas que foram expostas ao pesticida DDT apresentam mais risco de ter mal de Alzheimer do que aquelas sem os traços do agrotóxico no sangue. A doença caracteriza-se principalmente por uma progressiva...

Leia mais

IDÉIAS PARA ACIDENTE-ZERO Parte 2

IDÉIAS PARA ACIDENTE-ZERO Parte 2

No post anterior, foram discutidos os fundamentos de uma cultura de acidente-zero, criando um alinhamento com aquilo que entendemos como acidente-zero e estabelecendo um envolvimento genuíno com essa visão. Uma vez criado o alinhamento e o envolvimento, qual o próximo...

Leia mais

ACIDENTES NUCLEARES NO BRASIL

ACIDENTES NUCLEARES NO BRASIL

O Brasil já conhece os efeitos de acidentes nuclares. O caso mais conhecido aconteceu em Goiânia, em 1987, quando uma fonte radioativa de césio-137, utilizada em aplicações médicas, foi abandonada pelos seus proprietários e depois rompida a marteladas num ferro-velho....

Leia mais

Nrs 7, 15, 18 e 29: EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL AO CHUMBO

Nrs 7, 15, 18 e 29: EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL AO CHUMBO

Perda auditiva passa a ser também incluída como sequela de exposição ao chumbo. Perdas auditivas ocupacionais estão ligadas, em sua grande maioria, à exposição a ruído de intensidade elevada, por um período de tempo prolongado. Além do problema do ruído, a literatura também...

Leia mais

A NOVA NR-19 (EXPLOSIVOS): ESTUDOS NO FORMATO DIGITAL

A NOVA NR-19 (EXPLOSIVOS): ESTUDOS NO FORMATO DIGITAL

Consulte a nova NR-19 em seu formato digital, ou baixe e conheça o aplicativo NRFACIL, programa que agrega todas as NRs nesse formato. O maior diferencial do aplicativo é que, pelo fato de ter um formato digital, ele pode ser...

Leia mais

(NR22) MINEIROS DO BRASIL

(NR22) MINEIROS DO BRASIL

O embarque dos mineiros lembra o embarque de astronautas da NASA. Mas aqui o buraco é mais embaixo. Esses trabalhadores adentram um território de alto risco de doenças e acidentes, muitas vezes em situação precária de segurança individual e ambiental....

Leia mais

(NR-22) ACIDENTE NO CHILE: FALTOU UMA ESCADA DE EMERGÊNCIA

(NR-22) ACIDENTE NO CHILE: FALTOU UMA ESCADA DE EMERGÊNCIA

O acidente no Chile é uma boa oportunidade para estudarmos a NR-22-Segurança e Saúde Ocupacional na Mineração, cujo principal objetivo é tornar compatível o planejamento e o desenvolvimento da atividade mineira com a busca permanente da segurança e da saúde dos...

Leia mais

UMA NOVA NR PARA O TRABALHO AEROPORTUÁRIO

UMA NOVA NR PARA O TRABALHO AEROPORTUÁRIO

Cerca de 30 mil trabalhadores (aeroviarios e aeroportuarios) compoem 90% da força de trabalho no transporte aéreo brasileiro, numa atividade que associa riscos diversos, em uma dinâmica semelhante ao do trabalho portuário (NR-29): atividades simultâneas, intensivas e complexas, executadas sob...

Leia mais

(NRs-6, 7 e 15) PROTEÇÃO AUDITIVA: UM DESAFIO

(NRs-6, 7 e 15) PROTEÇÃO AUDITIVA: UM DESAFIO

O ouvido humano é o órgão responsável pela nossa audição e pelo nosso equilíbrio. É uma máquina extraordinária que permite às pessoas a detecção de frequências sonoras entre 20 Hz e 16 000 Hz e distinguir sons musicais dentro de...

Leia mais

ALARME ESTAVA DESLIGADO NO ACIDENTE DA BP

ALARME ESTAVA DESLIGADO NO ACIDENTE DA BP

Os fatos envolvendo o acidente da Plataforma de petróleo da BP,  no Golfo do México, nos remetem, embora paradoxalmente, à questão de internacionalização da Amazônia. Os países desenvolvidos, liderados pelos Estados Unidos e Inglaterra, alegam incompetência dos brasileiros na gestão...

Leia mais

LOBBY DO AMIANTO GASTA US$ 100 MILHÕES NO MUNDO*

LOBBY DO AMIANTO GASTA US$ 100 MILHÕES NO MUNDO*

Entre os dias 24 e 27 deste mês de agosto, ocorrerá em Frankfurt na Alemanha, o XX Congresso Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho – Forum Global para Prevenção. O Coordenador do NRFACIL, Prof. Samuel Gueiros, estará no evento,...

Leia mais

EPI, ERGONOMIA E INSALUBRIDADE: OS VINCULOS ENTRE AS NRS 6, 15 E 17

EPI, ERGONOMIA E INSALUBRIDADE: OS VINCULOS ENTRE AS NRS 6, 15 E 17

70% dos acidentes industriais são decorrentes do stress: falta de atenção, cansaço, desmotivação. Segundo um Estudo, 40% das pessoas pedem demissão ou são demitidas porque estão estressadas com o trabalho. Além disso, uma rotatividade elevada de pessoal acarreta custos para...

Leia mais

PLANOS DE CONTINGENCIA: UM NOVO DESAFIO PARA O SESMT

PLANOS DE CONTINGENCIA: UM NOVO DESAFIO PARA O SESMT

Define-se contingência como a possibilidade de um fato acontecer ou não. É uma situação de risco existente, mas que envolve um grau de incerteza quanto à sua efetiva ocorrência. Sucintamente, as condições necessárias para a existência de uma contingência são:...

Leia mais

COLEÇÕES NRFACIL: MÉTODOS COMPROVADOS PARA CONTROLE DE RUÍDOS
NR-15: A BANALIZAÇÃO DA INSALUBRIDADE?
(NR-15) RISCOS DE VIBRAÇÃO NOS AMBIENTES DE TRABALHO: O BÁSICO DE UMA AVALIAÇÃO DE RISCO
TOP 10 NRFACIL 2014
(NRs 04, 17 e 15) OS RISCOS DOS TURNOS ALTERNANTES
(NRs 6, 7 e 15) ATUALIZAÇÃO SOBRE O RUÍDO NO TRABALHO
NRs 7 (PCMSO) e 15 (INSALUBRIDADE) APRESENTAÇÃO SOBRE TOXICOLOGIA OCUPACIONAL
NR-15 – A BANALIZAÇÃO DA INSALUBRIDADE?
NR-15 (INSALUBRIDADE) AUMENTA O RISCO DE CÂNCER OCUPACIONAL
NR-22 (MINERAÇÃO): ACIDENTE, RISCOS E CONTROLE DE RISCOS
NRs 6, 9 e 15: EFEITOS DO STRESS TÉRMICO EM TRABALHADORES
(NR-28) CUSTOS FISCAIS EM SST: ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ILUSÕES DE AVALIAÇÃO DE RISCOS
(NR-7 PCMSO) TOXICOLOGIA OCUPACIONAL: EXPOSIÇÃO COMBINADA A RISCOS
(NR-15) RISCOS QUIMICOS EM SST: O QUE É PERIGOSO?
(NRs 15 e 16): O QUE É PERIGOSO? - Final
ACIDENTE DE TRABALHO, POLÍCIA E PERÍCIA-2
ACIDENTE DE TRABALHO, POLICIA E PERÍCIA
(NRs 4, 7, 15 e 31) AGENTES QUÍMICOS E ALZHEIMER
IDÉIAS PARA ACIDENTE-ZERO Parte 2
ACIDENTES NUCLEARES NO BRASIL
Nrs 7, 15, 18 e 29: EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL AO CHUMBO
A NOVA NR-19 (EXPLOSIVOS): ESTUDOS NO FORMATO DIGITAL
(NR22) MINEIROS DO BRASIL
ESTUDO DE NRs DIGITAIS: O GRUPO II (NRs 15 e 16)
(NR-22) ACIDENTE NO CHILE: FALTOU UMA ESCADA DE EMERGÊNCIA
AGROTÓXICOS: NOVOS DADOS DO CENSO AGROPECUÁRIO
UMA NOVA NR PARA O TRABALHO AEROPORTUÁRIO
(NRs-6, 7 e 15) PROTEÇÃO AUDITIVA: UM DESAFIO
ALARME ESTAVA DESLIGADO NO ACIDENTE DA BP
LOBBY DO AMIANTO GASTA US$ 100 MILHÕES NO MUNDO*
EPI, ERGONOMIA E INSALUBRIDADE: OS VINCULOS ENTRE AS NRS 6, 15 E 17
PLANOS DE CONTINGENCIA: UM NOVO DESAFIO PARA O SESMT

DataShow

SEGURANÇA NO USO DE EMPILHADEIRA
AS 7 PRINCIPAIS CAUSAS DE ACIDENTES NA CONSTRUÇÃO CIVIL
REDE DESENERGIZADA: REGRAS DE OURO
DIFERENÇAS ENTRE PERIGO X RISCO
RISCOS ELÉTRICOS E PROTEÇÃO PARA OS PÉS
CONGRESSO MUNDIAL: PREVENÇÃO DE QUEDAS NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO
10 QUESTÕES SOBRE O USO DO CAPACETE
DIÁLOGOS CRÍTICOS EM SST
USANDO A LUVA DE SEGURANÇA ADEQUADA
ROTEIRO COMPLETO PARA TRABALHO EM ALTURA (NR 35)
INSALUBRIDADE X PERICULOSIDADE: DIFERENÇAS
TÓPICOS SELECIONADOS DE TOXICOLOGIA OCUPACIONAL
RUÍDO E VIBRAÇÃO
CONGRESSO MUNDIAL: PROBLEMAS AUDITIVOS E NÃO AUDITIVOS RELACIONADOS AO RUÍDO
CONGRESSO MUNDIAL: UM JOGO PARA MONITORAR LER-DORT
CONGRESSO MUNDIAL: STRESS NO TRABALHO E ALTA SENSIBILIDADE À PROTEINA C REATIVA
DICAS DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES E DOENÇAS NO TRABALHO
AGROTÓXICOS
NEXO TÉCNICO EPIDEMIÓLOGICO PREVIDENCIÁRIO
PRINCÍPIOS EM SAFE DESIGN E AS NRS
IBUTG: ROTEIRO PARA CALCULAR SEM DECORAR
DIFERENÇAS ENTRE ACIDENTE, INCIDENTE, ATO INSEGURO E CONDIÇÕES INSEGURAS NA SEGURANÇA DO TRABALHO
GESTÃO DE RISCOS PARA PREVENÇÃO DE INCÊNDIO E EXPLOSÃO
DIFERENÇA ENTRE UM TRABALHADOR QUALIFICADO, CAPACITADO, HABILITADO, ATUORIZADO E AMBIENTADO
FERRAMENTAS MANUAIS E A SEGURANÇA NO TRABALHO
GESTÃO EM SST NA TERCEIRIZAÇÃO
A GESTÃO DO TEMPO E AS NRS EM SST
PVE - PONTOS DE VERIFICAÇÃO ERGONÔMICA E AS NRs
OS CARD - ORDEM DE SERVIÇO EM SEGURANÇA NO TRABALHO
CONGRESSO MUNDIAL: BRASILEIROS NO CONGRESSO MUNDIAL SST
DIMENSIONAMENTO DA CIPA E DO SESMT COM O NRFACIL
CARTAZES DE SEGURANÇA E AS NRs
CLASSIFICAÇÃO DE NRS