TOP 10 NRFACIL 2014

TOP 10 NRFACIL 2014

Veja quais foram os 10 artigos mais acessados e curtidos no Facebook do site em 2014!   TAGS: O REMISSIVO DAS NRS EM TABLETS E CELULARES, PVE - PONTOS DE VERIFICAÇÃO ERGONÔMICA E AS NRS, OS CARD - ORDEM DE SERVIÇO EM SEGURANÇA...

Leia mais

(NR-35) AJUSTE DO EPI PARA TRABALHO EM ALTURA

(NR-35) AJUSTE DO EPI PARA TRABALHO EM ALTURA

Trabalhadores adequadamente treinados recebem instruções em como ajustar seu equipamento de proteção de queda. Mesmo assim, situações de risco geralmente aparecem em que os usuários se esqueceram ou ignoram essas instruções. As fotos abaixo fazem parte de instruções de treinamento...

Leia mais

(NRs 10, 18, 29, 30 e 33) – ALTERNATIVAS TECNOLÓGICAS PARA NÃO ENTRAR EM ESPAÇOS CONFINADOS

(NRs 10, 18, 29, 30 e 33) – ALTERNATIVAS TECNOLÓGICAS PARA NÃO ENTRAR EM ESPAÇOS CONFINADOS

Estudos comprovaram que mesmo com treinamento em técnicas de elevação de cargas não há redução significativa para o risco de lesões. Ou seja, não existe “forma segura” neste tipo de trabalho. Pesquisa do Jornal Britânico de Medicina em 2008 concluiu...

Leia mais

(NR-35) 10 ELEMENTOS BÁSICOS EM PROTEÇÃO DE QUEDAS

(NR-35) 10 ELEMENTOS BÁSICOS EM PROTEÇÃO DE QUEDAS

Gerenciar riscos é uma das tarefas mais complexas em SST. De uma forma ou de outra, todas as abordagens visando a segurança no trabalho obrigatoriamente desembocam na gestão de riscos. O artigo abaixo, um dos primeiros publicados no site OHS...

Leia mais

(NRs 18, 22, 23, 29 e 34) ETAPAS PARA O USO SEGURO DE ESCADAS

(NRs 18, 22, 23, 29 e 34) ETAPAS PARA O USO SEGURO DE ESCADAS

Regras para utilização de escadas aparecem em várias NRs, particularmente as NRs 18 (Construção Civil), 22 (Mineração), 29 (Portuário) e 34 (Const e Rep Naval), que determinam onde e como montá-las. No site Safety&Health, o autor desenvolve um  foco no...

Leia mais

(NRs 12, 17 e 18) ACIDENTES COM GUINDASTES E ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO

(NRs 12, 17 e 18) ACIDENTES COM GUINDASTES E ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO

Verifica-se atualmente que os acidentes tecnológicos aumentam em frequência e intensidade, sendo responsáveis por um número cada vez maior de mortos e feridos. A propósito de acidente recente ocorrido em São Paulo com um guindaste em obra do metrô, selecionados...

Leia mais

GESTÃO DO TEMPO EM SST

GESTÃO DO TEMPO EM SST

O gerenciamento do tempo vem se tornando ferramenta indispensável para as pessoas e instituições. Numa Sociedade 24 horas todos tentam encontrar tempo para uma infinidade de tarefas que não cabem mais em um dia: tempo para o trabalho, para estudar,...

Leia mais

RELATÓRIO FINAL SOBRE O ACIDENTE DA PLATAFORMA BP

RELATÓRIO FINAL SOBRE O ACIDENTE DA PLATAFORMA BP

De forma proposital ou não, muitas das decisões tomadas pelas empresas BP, Halliburton e Transocean, responsáveis pela exploração e manutenção, fizeram com que essas empresas economizassem claramente tempo e dinheiro, aumentando os riscos. E assim, como ocorre em quase todas...

Leia mais

IDÉIAS PARA ACIDENTE-ZERO Parte 2

IDÉIAS PARA ACIDENTE-ZERO Parte 2

Tradicionalmente, os acidentes tem sido a medida da performance em segurança de uma empresa, constituindo a variável que desencadeia uma mudança. Se uma fiscalização do Ministério do Trabalho não encontra nada, nós achamos que estamos indo bem. Se ocorre um...

Leia mais

NRs 7, 15, 18 e 29: EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL AO CHUMBO

NRs 7, 15, 18 e 29: EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL AO CHUMBO

Metal pesado encontrado em abundância na crosta terrestre, o chumbo é o poluente de maior ameaça em escala global: estima-se que 10 milhões de pessoas vivam em regiões contaminadas. Material químico chave para a criação de baterias de carro (...

Leia mais

NR-29 - ACIDENTES NO TRABALHO PORTUÁRIO

NR-29 - ACIDENTES NO TRABALHO PORTUÁRIO

No Porto de Santos os operários de menor nível de escolaridade são as maiores vítimas de acidentes no trabalho. Em 2008, o Ogmo contabilizou 138 acidentes, dos quais 73 com afastamento do trabalho. Uma sucessão de acidentes fatais no porto,...

Leia mais

EPI, ERGONOMIA E INSALUBRIDADE: OS VINCULOS ENTRE AS NRS 6, 15 E 17

EPI, ERGONOMIA E INSALUBRIDADE: OS VINCULOS ENTRE AS NRS 6, 15 E 17

70% dos acidentes industriais são decorrentes do stress: falta de atenção, cansaço, desmotivação. Segundo um Estudo, 40% das pessoas pedem demissão ou são demitidas porque estão estressadas com o trabalho. Além disso, uma rotatividade elevada de pessoal acarreta custos para...

Leia mais

PLANOS DE CONTINGENCIA: UM NOVO DESAFIO PARA O SESMT

PLANOS DE CONTINGENCIA: UM NOVO DESAFIO PARA O SESMT

Define-se contingência como a possibilidade de um fato acontecer ou não. É uma situação de risco existente, mas que envolve um grau de incerteza quanto à sua efetiva ocorrência. Sucintamente, as condições necessárias para a existência de uma contingência são:...

Leia mais

DataShow

20 PASSOS PARA UMA ESCALADA SEGURA
SEGURANÇA NO USO DE EMPILHADEIRA
AS 7 PRINCIPAIS CAUSAS DE ACIDENTES NA CONSTRUÇÃO CIVIL
REDE DESENERGIZADA: REGRAS DE OURO
DIFERENÇAS ENTRE PERIGO X RISCO
RISCOS ELÉTRICOS E PROTEÇÃO PARA OS PÉS
CONGRESSO MUNDIAL: PREVENÇÃO DE QUEDAS NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO
10 QUESTÕES SOBRE O USO DO CAPACETE
DIÁLOGOS CRÍTICOS EM SST
USANDO A LUVA DE SEGURANÇA ADEQUADA
ROTEIRO COMPLETO PARA TRABALHO EM ALTURA (NR 35)
INSALUBRIDADE X PERICULOSIDADE: DIFERENÇAS
TÓPICOS SELECIONADOS DE TOXICOLOGIA OCUPACIONAL
RUÍDO E VIBRAÇÃO
CONGRESSO MUNDIAL: PROBLEMAS AUDITIVOS E NÃO AUDITIVOS RELACIONADOS AO RUÍDO
CONGRESSO MUNDIAL: UM JOGO PARA MONITORAR LER-DORT
CONGRESSO MUNDIAL: STRESS NO TRABALHO E ALTA SENSIBILIDADE À PROTEINA C REATIVA
DICAS DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES E DOENÇAS NO TRABALHO
AGROTÓXICOS
NEXO TÉCNICO EPIDEMIÓLOGICO PREVIDENCIÁRIO
PRINCÍPIOS EM SAFE DESIGN E AS NRS
IBUTG: ROTEIRO PARA CALCULAR SEM DECORAR
DIFERENÇAS ENTRE ACIDENTE, INCIDENTE, ATO INSEGURO E CONDIÇÕES INSEGURAS NA SEGURANÇA DO TRABALHO
GESTÃO DE RISCOS PARA PREVENÇÃO DE INCÊNDIO E EXPLOSÃO
DIFERENÇA ENTRE UM TRABALHADOR QUALIFICADO, CAPACITADO, HABILITADO, ATUORIZADO E AMBIENTADO
FERRAMENTAS MANUAIS E A SEGURANÇA NO TRABALHO
GESTÃO EM SST NA TERCEIRIZAÇÃO
A GESTÃO DO TEMPO E AS NRS EM SST
PVE - PONTOS DE VERIFICAÇÃO ERGONÔMICA E AS NRs
OS CARD - ORDEM DE SERVIÇO EM SEGURANÇA NO TRABALHO
CONGRESSO MUNDIAL: BRASILEIROS NO CONGRESSO MUNDIAL SST
DIMENSIONAMENTO DA CIPA E DO SESMT COM O NRFACIL
CARTAZES DE SEGURANÇA E AS NRs
CLASSIFICAÇÃO DE NRS