(NR-33) DANDO UMA GERAL SOBRE ESPAÇO CONFINADO

(NR-33) DANDO UMA GERAL  SOBRE  ESPAÇO CONFINADO

Este post revê alguns princípios básicos sobre espaços confinados. Trata-se de uma tradução de OHS on line pelo NRFACIL, onde são revisados os principais fundamentos sobre o assunto, principalmente sobre Permissão de Entrada e Trabalho, e que aproveitamos para contextualizar...

Leia mais

(NRs 10, 12, 18, 31 e 33) ATMOSFERAS EXPLOSIVAS

(NRs 10, 12, 18,  31 e 33) ATMOSFERAS EXPLOSIVAS

Atmosferas explosivas constituem uma das situações mais críticas para os profissionais do SESMT visto que um incidente pode ocorrer em ambientes industriais diferentes e com um alto potencial para causar danos irreversíveis, aos trabalhadores, comunidades e ao meio ambiente. Como...

Leia mais

TOP 10 NRFACIL 2014

TOP 10 NRFACIL 2014

Veja quais foram os 10 artigos mais acessados e curtidos no Facebook do site em 2014!   TAGS: O REMISSIVO DAS NRS EM TABLETS E CELULARES, PVE - PONTOS DE VERIFICAÇÃO ERGONÔMICA E AS NRS, OS CARD - ORDEM DE SERVIÇO EM SEGURANÇA...

Leia mais

(NR-21) TRABALHOS A CÉU ABERTO: DESASTRES E INUNDAÇÕES

(NR-21) TRABALHOS A CÉU ABERTO: DESASTRES E INUNDAÇÕES

A ocorrência de acidentes naturais, incluindo inundações e temporais, resulta na demanda de trabalhos a céu aberto de forma muito específica, visto que envolve equipes de trabalho em situações críticas. Há ainda necessidade de organizar o trabalho voluntário de pessoas...

Leia mais

(NRs 10, 18, 29, 30 e 33) – ALTERNATIVAS TECNOLÓGICAS PARA NÃO ENTRAR EM ESPAÇOS CONFINADOS

(NRs 10, 18, 29, 30 e 33) – ALTERNATIVAS TECNOLÓGICAS PARA NÃO ENTRAR EM ESPAÇOS CONFINADOS

Estudos comprovaram que mesmo com treinamento em técnicas de elevação de cargas não há redução significativa para o risco de lesões. Ou seja, não existe “forma segura” neste tipo de trabalho. Pesquisa do Jornal Britânico de Medicina em 2008 concluiu...

Leia mais

IDÉIAS PARA ACIDENTE-ZERO Parte 2

IDÉIAS PARA ACIDENTE-ZERO Parte 2

No post anterior, foram discutidos os fundamentos de uma cultura de acidente-zero, criando um alinhamento com aquilo que entendemos como acidente-zero e estabelecendo um envolvimento genuíno com essa visão. Uma vez criado o alinhamento e o envolvimento, qual o próximo...

Leia mais

RESGATE NO CHILE: TECNOLOGIA BIOMÉDICA EM SST

RESGATE NO CHILE: TECNOLOGIA BIOMÉDICA EM SST

Quando a equipe de resgate precisou determinar como resgatar com segurança os mineiros chilenos sem que eles perdessem os sentidos e sofressem uma potencial e devastadora fuga de sangue do cérebro, eles procuraram um cientista cuja especialidade era os astronautas...

Leia mais

(NR22) MINEIROS DO BRASIL

(NR22) MINEIROS DO BRASIL

O embarque dos mineiros lembra o embarque de astronautas da NASA. Mas aqui o buraco é mais embaixo. Esses trabalhadores adentram um território de alto risco de doenças e acidentes, muitas vezes em situação precária de segurança individual e ambiental. MINEIROS...

Leia mais

NRs 6 e 17: SEGURANÇA DOS OLHOS

NRs 6 e 17: SEGURANÇA DOS OLHOS

Os acidentes com os olhos podem acontecer repentina e inesperadamente, e o indivíduo pode percebe-los imediatamente ou apenas horas mais tarde, quando surgirem, sintomas como irritação, hiperemia (olhos vermelhos) ou sensação de corpo estranho.   SEGURANÇA DOS OLHOS Os acidentes com os olhos...

Leia mais

(NR-22) ACIDENTE NO CHILE: FALTOU UMA ESCADA DE EMERGÊNCIA

(NR-22) ACIDENTE NO CHILE: FALTOU UMA ESCADA DE EMERGÊNCIA

O acidente no Chile é uma boa oportunidade para estudarmos a NR-22-Segurança e Saúde Ocupacional na Mineração, cujo principal objetivo é tornar compatível o planejamento e o desenvolvimento da atividade mineira com a busca permanente da segurança e da saúde dos...

Leia mais

EPI, ERGONOMIA E INSALUBRIDADE: OS VINCULOS ENTRE AS NRS 6, 15 E 17

EPI, ERGONOMIA E INSALUBRIDADE: OS VINCULOS ENTRE AS NRS 6, 15 E 17

70% dos acidentes industriais são decorrentes do stress: falta de atenção, cansaço, desmotivação. Segundo um Estudo, 40% das pessoas pedem demissão ou são demitidas porque estão estressadas com o trabalho. Além disso, uma rotatividade elevada de pessoal acarreta custos para...

Leia mais

PLANOS DE CONTINGENCIA: UM NOVO DESAFIO PARA O SESMT

PLANOS DE CONTINGENCIA: UM NOVO DESAFIO PARA O SESMT

Define-se contingência como a possibilidade de um fato acontecer ou não. É uma situação de risco existente, mas que envolve um grau de incerteza quanto à sua efetiva ocorrência. Sucintamente, as condições necessárias para a existência de uma contingência são:...

Leia mais

DataShow

SEGURANÇA NO USO DE EMPILHADEIRA
AS 7 PRINCIPAIS CAUSAS DE ACIDENTES NA CONSTRUÇÃO CIVIL
REDE DESENERGIZADA: REGRAS DE OURO
DIFERENÇAS ENTRE PERIGO X RISCO
RISCOS ELÉTRICOS E PROTEÇÃO PARA OS PÉS
CONGRESSO MUNDIAL: PREVENÇÃO DE QUEDAS NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO
10 QUESTÕES SOBRE O USO DO CAPACETE
DIÁLOGOS CRÍTICOS EM SST
USANDO A LUVA DE SEGURANÇA ADEQUADA
ROTEIRO COMPLETO PARA TRABALHO EM ALTURA (NR 35)
INSALUBRIDADE X PERICULOSIDADE: DIFERENÇAS
TÓPICOS SELECIONADOS DE TOXICOLOGIA OCUPACIONAL
RUÍDO E VIBRAÇÃO
CONGRESSO MUNDIAL: PROBLEMAS AUDITIVOS E NÃO AUDITIVOS RELACIONADOS AO RUÍDO
CONGRESSO MUNDIAL: UM JOGO PARA MONITORAR LER-DORT
CONGRESSO MUNDIAL: STRESS NO TRABALHO E ALTA SENSIBILIDADE À PROTEINA C REATIVA
DICAS DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES E DOENÇAS NO TRABALHO
AGROTÓXICOS
NEXO TÉCNICO EPIDEMIÓLOGICO PREVIDENCIÁRIO
PRINCÍPIOS EM SAFE DESIGN E AS NRS
IBUTG: ROTEIRO PARA CALCULAR SEM DECORAR
DIFERENÇAS ENTRE ACIDENTE, INCIDENTE, ATO INSEGURO E CONDIÇÕES INSEGURAS NA SEGURANÇA DO TRABALHO
GESTÃO DE RISCOS PARA PREVENÇÃO DE INCÊNDIO E EXPLOSÃO
DIFERENÇA ENTRE UM TRABALHADOR QUALIFICADO, CAPACITADO, HABILITADO, ATUORIZADO E AMBIENTADO
FERRAMENTAS MANUAIS E A SEGURANÇA NO TRABALHO
GESTÃO EM SST NA TERCEIRIZAÇÃO
A GESTÃO DO TEMPO E AS NRS EM SST
PVE - PONTOS DE VERIFICAÇÃO ERGONÔMICA E AS NRs
OS CARD - ORDEM DE SERVIÇO EM SEGURANÇA NO TRABALHO
CONGRESSO MUNDIAL: BRASILEIROS NO CONGRESSO MUNDIAL SST
DIMENSIONAMENTO DA CIPA E DO SESMT COM O NRFACIL
CARTAZES DE SEGURANÇA E AS NRs
CLASSIFICAÇÃO DE NRS