Postagem Anterior:   Próxima Postagem:

NRs 6 e 17: SEGURANÇA DOS OLHOS

olhosNIOSH

SEGURANÇA DOS OLHOS

Os acidentes com os olhos podem acontecer repentina e inesperadamente, e o indivíduo pode percebe-los imediatamente ou apenas horas mais tarde, quando surgirem, sintomas como irritação, hiperemia (olhos vermelhos) ou sensação de corpo estranho.

A inaptidão para o trabalho causada pelo comprometimento ocular é muito maior do que qualquer outro tipo de acidente uma vez que é em média de 15 semanas, quando não permanente, contra as 5 para aqueles que afetam outra partes do corpo.

Os profissionais mais atingidos pelo trauma ocular são oriundos das áreas de metalurgia, construção civil, marcenaria, mecânica, têxtil, cerâmica, industria química, industria de produtos alimentícios, transporte, pesca, artes gráficas e mineração.

Os sintomas mais comuns são: dor, baixa da visão, ardor, lacrimejamento, fotofobia, vermelhidão, secreção ocular e sensação de corpo estranho nos olhos.

A incidência de lesões oculares ocupacionais é de 82% para traumas causados pelo alojamento de corpo estranho na superfície dos olhos, 10% para queimaduras químicas e 8% são perfurações do globo.

Muitos profissionais se automedicam com colírio anestésico que pode levar à ulceração corneana, infecções, perda temporária da visão e até ao transplante de córnea. Por isso hoje os colírios anestésicos são de tarja preta. O trabalhador não deve se automedicar, nem os ambulatórios das empresas podem usar este colírio.

Estudo realizado durante 3 anos em trabalhadores de indústrias automotivas nos EUA revelaram que cerca de 15 trabalhadores em cada 1.000 sofrem acidentes com lesões nos olhos. Trabalhadores entre as idades de 20-29 sofriam mais acidentes, sendo mais homens que mulheres. Corpos estranhos e abrasões na córnea representaram 86,7% dos acidentes enquanto acidentes com penetração no globo ocular ocorreram em somente 3 casos. Quase 1/3 dos acidentes com lesões oculares resultaram em inabilidade para os trabalhadores realizarem suas tarefas normais.

No Brasil, os acidentes oculares de trabalho cresceram 51% em dois anos.

Publicamos abaixo, tradução de artigo publicado no site do Instituto Nacional para Segurança e Saúde Ocupacional (NIOSH-EUA). É uma oportunidade para revermos as Nrs 6 (EPI) e 17 (ERGONOMIA) da nossa legislação em SST.

A NR-6 trata de EPIs (ver o Anexo I, com uma Lista de Equipamentos que inclui aqueles recomendados para proteção de olhos e face). Na NR-17 (Ergonomia) estudamos as disposições adequadas dos postos de trabalho e da iluminação. Os EPIs para proteção ocular devem preservar a visão periférica e evitar o desconforto dos empregados, além de que devem ser adaptados segundo as necessidades individuais do trabalhador. É preciso fornecer EPI que evite o embaçamento, considerado o maior obstáculo para os trabalhadores utilizarem o EPI ocular.

Tradução de artigo publicado no site do The National Institute for Occupational Safety and Health (NIOSH)
Centers for Disease Control and Prevention

http://www.cdc.gov/niosh

marceldia1lm511trabalhodosolhos.blogspot.comACIDENTES DE TRABALHO

Todos os dias cerca de 2.000 trabalhadores (nos EUA) sofrem um acidente de trabalho relacionado aos olhos, que requerem tratamento médico. A maioria desses acidentes resultam de pequenas particulas ou objetos que causam ferimentos ou abrasões. Exemplos incluem pedaços de metal, madeira, poeira ou partículas de cimento que são ejetadas por ferramentas, rajadas de vento ou que caem de cima do trabalhador. Alguns desses objetos, como pregos, grampos ou lascas, penetram no globo ocular resultando em perda permanente da visão. Objetos maiores podem tambem atingir o olho e a face, ou um trabalhador pode deslocar-se contra um objeto causando trauma ocular ou orbitário por compressão. Queimaduras químicas para um ou ambos os olhos de respingos de substancias tóxicas industriais ou de produtos de limpeza, tambem são comuns. Queimaduras térmicas tambem pode ocorrer. Entre soldadores, seus assistentes e trabalhadores na área, radiação ultravioleta rotineiramente causam acidentes nos olhos e tecidos adjacentes.


CONTAMINAÇÃO


Além das lesões comuns ao olho, trabalhadores em serviços de saúde, laboratório, cuidadores de animais e outros trabalhadores podem estar em risco de adquirir infecções por exposição ocular. Doenças infecciosas podem se transmitidas através da mucosas dos olhols como resultado de exposição direta (respingos de sangue, particulas de salivas através de tosses ou sucção) ou ainda pelo toque dos olhos com produtos contaminados dos dedos ou outros objetos. A infeccção pode provocar em uma relativamente simples conjuntivite ou alguma doença de maior risco, como HIV, virus da Hepatite ou até mesmo alguns tipos de influenza.

Controles de riscos ambientais devem ser empreendidos para reduzir acidentes nos olhos e para proteger contra exposição a infecções oculares. EPI específicos, como óculos e protetores faciais devem ser utilizados quando existir um risco para acidentes com olhos.

A proteção ocular escolhida para situações específicas de trabalho depende da natureza e alcance do risco, as circunstancias da exposição, outros equipamentos de proteção utilizados e as necessidades pessoais de visualização no ambiente de trabalho.

O protetor ocular deve ser adequado e ajustado individualmente para permitir uma cobertura apropriada. Ele deve ser confortável e permitir para suficiente visão periférica. A seleção de um EPI ocular apropriado para uma determinada tarefa, deve ser feita baseada em uma avaliação de risco para cada atividade, incluindo as exigências de normas regulamentadoras (veja o texto digital da NR-6 EPI)

.

EQUIPAMENTOS INDICADOS PARA PROTEÇÃO DOS OLHOS


Os óculos de proteção previnem até 90% dos acidentes de trabalho, mas muitas empresas compram EPI’s inadequados para as funções exercidas o que inviabiliza o uso. A intolerância ao uso está relacionada à má ventilação do local de trabalho que torna as lentes embaçadas ou à má iluminação que impede o funcionário de enxergar se estiver usando a EPI. Isso significa que a segurança do trabalhador requer supervisão do ambiente de trabalho e treinamento para verificar a adaptação dos funcionários e conscientizar sobre a importância dos equipamentos de segurança.


imagem1NIOSH

OCULOS DE PROTEÇÃO

Desde que apropriadamente adaptados e com tecnologia de revestimento antiembaçamento, constituem a mais confiável e prática proteção ocular para respingos, sprays e secreções respiratórias. Novos modelos e óculos permitem um fluxo indireto de ar e assim reduzindo o embaçamento que é a maior queixa dos trabalhadores para não utilizarem a proteção ocular, embora não protejam para outras regiões da face.


250px-influenza_virus_research

PROTETORES OU ANTEPAROS FACIAIS

Os anteparos são utilizados como uma alternativa aos óculos para o controle de infecções. E ao contrário dos óculos, eles permitem uma proteção facial, são muito utilizados em proteção biológica. Em caso de exposição química, os protetores faciais devem ser utilizados alem dos óculos e não como um substituto dos óculos.

x5001

OCULOS DE SEGURANÇA CONTRA IMPACTOS

Esse EPI permite uma proteção contra impacto mas não permite o mesmo nivel de proteção para respingos e secreções tanto quanto os óculos e não devem ser utilizados para controle de infecções.

EPI OCULAR PARA TRABALHADORES QUE NECESSITAM CORREÇÃO

Náusea, dor de cabeça, visão embaralhada ou dupla, irritação, lacrimejamento e dificuldade na avaliação da profundidade são os sintomas decorrentes de EPI com erro na altura, distância pupilar ou grau para funcionários que necessitam de correção visual e aumentam o risco de acidentes.


CHECK LIST PARA SEGURANÇA DOS OLHOS

O trabalhador deve ser avaliado antes em caso de algum problema visual prévio (miopia ou hipermetropia) para ajuste do EPI. O Check list abaixo é uma tradução de Estudo realizado pela NIOSH (órgão do Governo americano para as normas de segurança no trabalho)

Criar um ambiente de segurança no trabalho

  • Minimize os riscos de quedas ou de estruturas instáveis

  • assegure-se de que as ferramentas de trabalho e segurança estão em seus devidos locais

  • assegure-se de que os trabalhadores (especialmente os voluntários), sabem como utilizar as ferramentas de forma apropriada

  • mantenha observadores fora da área de risco

Avalie os riscos

  • Identifique ios riscos primários do local

  • identifique os riscos a que estão expostos os trabalhadores em áreas adjacentes, máquinas pesadas e estruturas que podem desmoronar ou mudar de local

Providenciar o EPI ocular adequado

  • Selecionar o EPI de acordo com o risco

  • verificar as condições do EPI

  • verificar se o EPI é adequado e estará disponível

Usar boas práticas de segurança

  • Cuidado: escovar, esfregar ou aspirar poeira ou partículas de capacetes, cabelos e testas ou acima dos olhos antes de remover a proteção

  • não esfregar os olhos com mãos sujas ou roupas

  • lavar o EPI regularmente

Providenciar recursos para primeiros socorros

  • Dispor de um kit no local de trabalho

Dispor de um pia para lavar olhos e aplicar solução estéril nas mãos

  • Dispor de uma estrutura apropriada

Tradução e Compilação de textos: Prof. Samuel Gueiros, Med Trab
Estude as NRs no site www.nrfacil.com.br e participe enviando comentários ou trabalhos para publicação
Conheça o software NRFACIL que instala todas as NRs digitais no seu computador com atualizações automáticas;
fácil de adquirir (apenas R$100,00);
fácil de instalar e navegar. Inclue ferramentas para cálculo de composição de CIPA e SESMT.
Abaixo, Resumos das NRs digitais 6 e 17.

LEIA TAMBEM:

(NRs-6, 7 e 15) PROTEÇÃO AUDITIVA: UM DESAFIO


NRs 6, 12 e 17: CHECK LIST DE SEGURANÇA PARA MÃOS


EPI, ERGONOMIA E INSALUBRIDADE: OS VINCULOS ENTRE AS NRS 6, 15 E 17


NR-06
TITULO EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL – EPI
(206.000-0)
RESUMO Estabelece parâmetros para o dimensionamento, fabricação,
importação, cadastramento, uso, restauração e treinamento
dos equipamentos de proteção individual e específicos
aos riscos nos ambientes de trabalho (lista de EPIs)
IMPOSIÇÕES Obrigatoriedade de aposição do CA (Certificado
de Aprovação), fornecimento, treinamento, e para
uso e reposição dos EPIs por parte da empresa
INFRAÇÕES até 6.000 UFIR
(calculadas para empresas de médio porte – 50/100 trabalhadores)

NR-17
TITULO ERGONOMIA
(117.000-7)
RESUMO Parâmetros para a adaptação das condições de trabalho
às características psicofisiológicas dos trabalhadores
IMPOSIÇÕES Realização de Análise Ergonômica para a
prevenção de riscos nos ambientes de trabalho
INFRAÇÕES até 5.000 UFIR
(calculadas para empresas de médio porte – 50/100 trabalhadores)

Participe!
Seus comentários poderão ser importantes para outros participantes interessados no mesmo tema. Todos os comentários serão bem-vindos, mas reservamo-nos o direito de excluir eventuais mensagens com linguagem inadequada ou ofensiva, bem como conteúdo meramente comercial. 9 comentários

9 comentários

  1. Leandro out 14th 2010

    Parabens pela iniciativa pois acidentes com o olhos é um fato muito comum em muitas empresas

  2. Alexandre out 18th 2010

    muito bom esse trabalho falando da proteção dos olhos, pois muitas das vezes preocupamos somente com os braços e perna porque achamos que são os mais importantes, sendo que para a previdencia a unica coisa que causa perda total é a perca da visão.

  3. Ana lúcia nov 3rd 2010

    Bom dia Sou Técnico em Segurança do Trabalho e fico muito feliz por vcs ter essa iniciativa que é de grande valor para a população brasileira o trabalhador em geral tem que ser visto como o principal ser de uma empresa e o objetivo seu é esse mostrar e desenvolver a segurança no trabalhador. obrigada Ana Lúcia.

  4. Fábio Dantas nov 14th 2010

    Parabens por ter focado neste assunto tão importante para nossos colaboradores, trabalho em uam destilaria de alcool, e vejo muitas ocorrencias de acidentes nos olhos no corte de cana de açucar.

  5. Obrigado pela força, Fábio. Aguarde novidades.

  6. Cláudio dez 3rd 2010

    Vocês estão de parabéns pelo conteúdo referente aos EPI’s, pode ser usado até em DDS e treinamentos, uma pena que o texto não esta em versão para imprimir.

    Mas mesmo assim parabém esta muito bom.

  7. Leonardo mar 4th 2011

    Olá, gostei muito deste material, a forma como foi abordado este assunto que é muito importante no âmbito da prevenção de acidentes com os trabalhadores. Parabéns!

  8. Valeu, Leonardo, a equipe ficou muito feliz com seus comentários

  9. Lucineide Nunes fev 27th 2012

    Quero parabenizalo por esse trabalho,pois achei de grande importancia resaltar a segurança dos olhos na área de trabalho.pois faço segurança do trabalho e estava procurando esse assunto para um trabalho .


Deixe uma resposta


sete − 6 =